11 de janeiro de 2017

A Soma de Todos os Beijos (Quarteto Smythe-Smith 3) - Julia Quinn

@editoraarqueiro
#JuliaQuinn

Gostou de Os Bridgertons? Então você não pode perder o Quarteto Smythe-Smith, nova série de Julia Quinn. Conheça o terceiro volume: A Soma de Todos os Beijos. Lançamento da Editora Arqueiro em fevereiro.💕💕💕💕



A Soma de Todos os Beijos
Quarteto Smythe-Smith 3
Julia Quinn
Editora Arqueiro
Fev/2017
272 páginas


Um brilhante matemático pode controlar tudo…

A não ser que um dia exagere na bebida a ponto de desafiar o amigo para um duelo. Desde que quebrou essa regra de ouro, Hugh Prentice vive com as consequências daquela noite: uma perna aleijada e os olhares de reprovação de toda a sociedade. Não que ele se importe com o que pensam dele. Ou pelo menos com o que a maioria pensa, porque a bela Sarah Pleinsworth está começando a incomodá-lo.

Lady Sarah nunca foi descrita como uma pessoa contida…

Na verdade, a palavra que mais usam em relação a ela é “dramática” – seguida de perto por “teimosa”. Mas Sarah faz tudo guiada pelo bom coração. Até mesmo deixar bem claro para Hugh Prentice que ele quase destruiu sua família naquele bendito duelo e que ela jamais poderá perdoá-lo.

Mas, ao serem forçados a passar uma semana na companhia um do outro, eles percebem que nem sempre convém confiar em primeiras impressões. E, quando um beijo leva a outro, e mais outro, e ainda outro, o matemático pode perder a conta e a donzela pode, pela primeira vez, ficar sem palavras.


***

–Hugh não estava preparado para o olhar de Sarah. Ela ergueu a cabeça na direção da dele, os lábios afastando-se como se ela tomasse fôlego, e naquele momento Hugh teria jurado que o sol nascia e se punha no sorriso dela.

Ele se inclinou, fi cando perto o bastante para um sussurro:

– Se, como diz, não sou aleijado, então posso dançar.

Ela estendeu o braço e pôs a mão na dele. Quando ambos estavam aprumados, Hugh ouviu acordes musicais fl utuando na brisa da noite. Uma quadrilha.

– Acho que estou ouvindo uma valsa – disse.

Sarah o encarou, prestes a corrigi-lo. Hugh pôs um dedo nos lábios dela.

– É para ser uma valsa – disse.

E viu o instante em que ela compreendeu.

– Se eu apoiar minha mão aqui – disse Hugh, segurando o punho da bengala – e a senhorita puser a sua sobre a minha...

Sarah seguiu o movimento de Hugh e ele pôs a outra mão na base das costas dela. Sem tirar os olhos dos de Hugh, Sarah pousou a mão livre no ombro dele.

– Assim? – sussurrou.

Ele assentiu.

– Assim.

Hugh cantarolou o ritmo e conduziu Sarah com uma leve pressão nas costas, movendo a bengala sempre que era hora de se virarem. Ele não dançava fazia quase quatro anos. E essa noite... estava sendo mágica. Jamais poderia lhe agradecer o sufi ciente por isso, por restaurar um pedaço de sua alma. Foi a valsa mais estranha e desajeitada que se poderia imaginar, mas também foi o momento mais perfeito da vida dele.




Série - Smythe-Smith Quartet
1. Just Like Heaven (2011)
2. A Night Like This (2012)
3. The Sum of All Kisses (2013)
4. The Secrets of Sir Richard Kenworthy (2015)



Leia um trecho - clique aqui


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe seu comentário. Muito obrigada pela visita! Bjsss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...